alimento diário online - quinta feira

 

A Economia Divina

O Plano de Deus em nossa Vida

 

Semana 08 – Lições extraídas da vida de José [2] – (Gn 37:6-11; 39:21-23)

 

Quinta-Feira – Leitura bíblica: Gn 39: 3-5, 19-20; Mt 22: 36-40; 24: 45-47; Rm 12: 18

 

 

Ler com oração:

"O Senhor era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio" (Gn 39:2)

 

A SEGUNDA LIÇÃO DE JOSÉ - NA CASA DE POTIFAR

Na segunda fase da vida de José, na casa de Potifar, podemos aprender três lições: permanecer na presença de Deus, de maneira a usufruir da Sua benção; desenvolver o cuidado com as pessoas e bens materiais; além de suportar possíveis injustiças. Pelo fato de José se conduzir de maneira tão adequada, seu serviço foi reconhecido por Potifar, que aumentou sua responsabilidade, colocando-o como mordomo de toda a sua casa (Gn 39: 3-4).

A Bíblia relata que o “Senhor era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio”(Gn 39: 2). Este era um dos seus segredos: a presença do Senhor! Pelo fato de sua constante comunhão com Deus, até a casa de Potifar foi abençoada (v. 5). No plano de Deus para nossa vida, na era do Novo Testamento, a presença do Senhor é obtida pelo Espírito. Segundo as Escrituras, “Deus é Espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”(Jo 4: 24).

O segundo princípio que José aprendeu na casa de Potifar foi de cuidar das pessoas e administrar os bens. Ao servir o Senhor, o mais importante é cuidarmos das pessoas. O resumo do mandamento da Lei do Antigo Testamento é amarmos o Senhor de todo nosso coração, alma e entendimento, assim como amarmos o próximo como a nós mesmos. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os profetas (Mt 22: 36-40).

Precisamos ter clareza de que o mais importante na igreja são as pessoas, pois os locais de reunião perderão a importância se não tiverem os irmãos. O ministério dos serviços, como limpeza e refeitório, são itens administrativos, mas que apoiam as pessoas. Podemos inferir que José cuidava dos negócios de Potifar, ou seja, ele foi aperfeiçoado no lado administrativo com capacidade de gestão, desde itens domésticos até o aspecto financeiro. O Senhor deseja que cuidemos das pessoas e dos Seus bens (Mt 24: 45-47).

Por fim, temos a lição de suportar as injustiças cometidas contra nós. Mesmo aprovando a conduta de José, Deus ainda permitiu que ele sofresse para que fosse aperfeiçoado em sua vida espiritual e humana. A esposa de Potifar inventou mentiras a respeito dele, o que levou o seu senhor a mandá-lo para o cárcere (Gn 39: 19-20). José foi aprovado no quesito de suportar as injustiças. Primeiramente na casa de seu pai, e depois resistindo à sedução da mulher de Potifar. Um servo do Senhor Jesus deve ter essa virtude de não revidar, muito menos guardar mágoa com relação às críticas e às mentiras. Antes, devemos praticar a palavra de Deus, ou seja, não vingar a nós mesmos, pois ao Senhor pertence a vingança: “Eu é que retribuirei, diz o Senhor”(Rm 12: 18). Louvado seja o Senhor!

Ponto-chave: Suportar as injustiças na presença de Deus.
Pergunta: Por que não devemos retribuir as injustiças que temos sofrido?

Leitura de apoio:
“Chamados para promover a Fé” – cap. 1 – Dong Yu Lan.
“A nossa esperança não se limita a esta vida” – cap. 3 – Editora Árvore da Vida.

Ouvir o Alimento Diário, durante a leitura!

Para ouvir o alimento diário no celular:


O áudio do alimento diário é copilado da Rádio Vida Para Todos, do Instituto Vida Para Todos.