Igreja em Campina Grande
O Testemunho da Unidade do Corpo de Cristo nesta Cidade.
Horário das Reuniões: Terça-Feira - Reunião de Oração - 20:00Hs.  -  Quarta-Feira - Reunião de Grupo Familiar - 19:30Hs.  -  Sexta-Feira - Reunião dos Irmãos de Seviço - 19:30Hs.  -  Sábado - Reunião Ministérial da Palavra - 19:30Hs.  -  Domingo - Reunião do Partir do Pão - 17:00Hs.
| Inicio | O Que Cremos... | Perguntas e Respostas | Mensagens | Alimento Diário On-line |
| Expansão | Reuniões | Mensagens em Áudio | Programa Fruto da Vida |
| Links | Fotos | Contate-nos | Literatura |
 
Menu
  Início
O Que Cremos
Perguntas
Mensagens
Expansão
Reuniões
Link
Áudio
Encargos
Fruto da Vida
Alimento Diário
Contate-nos
Fotos e Vídeos
Radio Web
Downloads
Compartilhar
Literaturas
Palestras
Informativo
Agenda
Novidade
 
 

Mensagens - Depressão: O Mal do Século

              Sabemos que uma das principais doenças que atinge a humanidade hoje é a depressão. Mas qual é a causa da depressão? Por que cada vez mais pessoas engordam as filas dos psiquiatras em busca de tratamento para esta doença?

              Fisicamente falando, a depressão é o resultado de uma pressão. Pense em uma bola de massa de pastel: se você fizer uma pressão nesta bola com o seu dedo, o resultado é que vai aparecer uma "depressão" na superfície da mesma. Isto muda o formato da bola. A depressão nos homens tem o mesmo princípio básico: ela surge a partir de uma pressão externa. Através do mundo, um sistema complexo controlado por Satanás, muitas pressões chegam as pessoas. Sucesso nos estudos, sucesso na profissão, boa forma física, roupas da moda, expressão na sociedade, fama, competição no trabalho e tantas outras coisas são utilizadas pelo mundo para pressionar o comportamento das pessoas. Isto é a conformação ao mundo: "E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." - Romanos 12:2.

              O resultado de tudo isto é o surgimento da ansiedade no homem. A ansiedade é a ponta do iceberg da depressão. O início, a semente do processo depressivo, é a ansiedade. Ficamos ansiosos com muitas coisas, tentando dar respostas às pressões que o mundo coloca sobre nós, tentando resolver nós mesmos os nossos problema. O homem, criação máxima de Deus, a sua imagem e semelhança, tem um orgão fantástico: a sua alma, composta de mente, vontade e emoção. A conjunção destas 3 faculdades faz do ser humano uma criatura extremamente potente e capaz de desenvolver as mais complexas coisas. Desta forma, achamos, dentro de nós mesmos, que podemos resolver todas as coisas. O próprio mundo insiste em dizer às pessoas "você pode", "você consegue", "você é melhor", "pensamento positivo", etc, etc. O resultado disto é uma super-atividade de nossa mente na tentativa de resolver tudo por si mesma, o que acaba afetando a nossa vontade e a nossa emoção. Esta é a ansiedade dando origem à depressão, uma doença da alma.

              Mas por que ficamos ansiosos? Ficamos ansiosos porque insistimos em sermos orgulhosos. Insistimos que nós podemos resolver todas as coisas. Mas nós não podemos nada. 1Pedro 5:5-7 diz: "Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós." O único caminho para acabar com a ansiedade é humilhar-se perante o Senhor. Ele é o único que pode resolver todos os nossos problemas. Orgulho é uma característica de Satanás, que é o rei de todos os orgulhosos (Jó 41:34). Mas a humildade é uma característica do Senhor Jesus. Ele foi aquele que "subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz." (Filipenses 2:6-8). O próprio Filho de Deus se humilhou. E o Filho de Deus, como O Espírito, vive em nosso interior. Este é o único caminho para nós: nos humilhar perante o Senhor, nos voltando ao nosso espírito, onde habita O Espírito.

              Paulo teve tal experiência. Mesmo tendo um "currículo invejável" diante da religião dos judeus (Filipenses 3:4-6), ele considerou tudo como perda: "Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as coisas e as considero como refugo, para ganhar a Cristo e ser achado nele, não tendo justiça própria, que procede de lei, senão a que é mediante a fé em Cristo, a justiça que procede de Deus, baseada na fé; para o conhecer, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com ele na sua morte; para, de algum modo, alcançar a ressurreição dentre os mortos." (Filipenses 3:7-11). Para alcançarmos a ressurreição extraordinária, a ressurreição dos vencedores (Filipenses 3:11), temos que nos conformar à morte de Cristo, à sua humildade, à sua submissão. Não ao mundo (Romanos 12:2).

              Também Jeremias, para ser colocado sobre as rodas do oleiro, sobre o trabalhar do Senhor, ele teve que descer. Descer até a casa do oleiro ("Dispõe-te, e desce à casa do oleiro, e lá ouvirás as minhas palavras. Desci à casa do oleiro, e eis que ele estava entregue à sua obra sobre as rodas." - Jeremias 18:2-3). Descer aqui significa se humilhar. Se queremos ser trabalhados pelo Senhor, precisamos nos humilhar perante Ele.

              Este é o único caminho de sermos livres de toda ansiedade: humilhar na presença do Senhor. Mateus 6:25-27 diz "Por isso, vos digo: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes? Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves? Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado ao curso da sua vida?" Não adianta ficarmos ansiosos: isto não resolve nada. Simplesmente é perda de tempo. O caminho é desfrutarmos do Senhor, buscar a sua presença, o seu reino e a sua justiça ("buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." - Mateus 6:33).

              A partir do momento que assumimos que somos fracos, frágeis, mortais e até mesmo que somos menos do que nada (Gênesis 4:26; Isaías 41:14,24), nós invocamos o nome do Senhor e somos libertos de toda ansiedade (Filipenses 1:19; Romanos 10:3). Se não há ansiedade, não há depressão. Graças ao Senhor pela sua salvação plena!

Versículo Para Ler e Orar

   
Copyright 2008 Igreja em Campina Grande. Todos os Direito Reservados
quarta-feira, 24 de junho de 2015 12:29:50