Igreja em Campina Grande
O Testemunho da Unidade do Corpo de Cristo nesta Cidade.
Horário das Reuniões: Terça-Feira - Reunião de Oração - 20:00Hs.  -  Quarta-Feira - Reunião de Grupo Familiar - 19:30Hs.  -  Sexta-Feira - Reunião dos Irmãos de Seviço - 19:30Hs.  -  Sábado - Reunião Ministérial da Palavra - 19:30Hs.  -  Domingo - Reunião do Partir do Pão - 17:00Hs.
| Inicio | O Que Cremos... | Perguntas e Respostas | Mensagens | Alimento Diário On-line |
| Expansão | Reuniões | Mensagens em Áudio | Programas de Rádio |
| Links | Fotos | Contate-nos | Literatura |
 
Menu
  Início
O Que Cremos
Perguntas
Mensagens
Expansão
Reuniões
Link
Áudio
Encargos
Programas Rádio
Alimento Diário
Contate-nos
Fotos e Vídeos
Radio Web
Downloads
Compartilhar
Literaturas
Palestras
Informativo
Agenda
Novidade
 
 

A POSTURA, POSIÇÃO E FUNÇÃO DAS IRMÃS NA IGREJA

Parte 01 | Parte 02 | Parte 03 | Parte 04 | Parte 05 | Parte 06

Parte 02

A FUNÇÃO DAS IRMÃS NA IGREJA

A Função de Ser Submissa

Ao considerar como as irmãs devem funcionar na igreja, a primeira lição que as irmãs precisam aprender é a submissão. De fato, a maior lição para os cristãos aprenderem é ser submissos (Ef 5:21-22). Ser submisso requer a abundância de vida, porque submissão é a expressão da vida. Há uma diferença entre submeter e ser submisso. As irmãs precisam aprender a lição de não apenas se submeterem, mas também de serem submissas. Se as irmãs puderem aprender essa lição, a igreja será forte e será enriquecida. Para ser submissa, as irmãs precisam perceber qual é a sua posição e postura.

A primeira função das irmãs é ser submissa. Isso não envolve fazer algum tipo de obra, mas é uma função verdadeira. Ser submissa é muito maior do que qualquer tipo de obra. Se as irmãs são submissas, elas estão fazendo a maior coisa no mundo. Essa é a maior função da parte das irmãs.

Primeira Coríntios 11:3 diz, "Quero, contudo, que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem, o homem, a cabeça da mulher, e Deus, a cabeça de Cristo". Neste versículo podemos ver a ordem divina. Contudo, hoje em todo o mundo, em cada país, em todas as escolas, e em todas as casas, o que vemos não é ordem e submissão, mas rebelião sobre rebelião. Todo o mundo é rebelde em relação a Deus. O mundo é como um oceano tempestoso cheio de ventos de rebelião. Na igreja a situação não deve ser assim. A igreja é o vaso escolhido por Deus para sustentar um testemunho ao universo que é absolutamente diferente do mundo. A igreja é santificada, separada do curso do mundo e da correnteza da era. Como a igreja não estamos no fluir do mundo, mas no fluir da Nova Jerusalém (Ap 22:1). Nas igrejas como as expressões locais do Corpo de Cristo, deve haver submissão genuína.

Como pormenorizamos anteriormente, em Cristo os irmãos e as irmãs são iguais. Em Cristo não há diferença entre homens e mulheres. Contudo, na vida da igreja há uma diferença entre os irmãos e as irmãs porque a vida da igreja é um espetáculo para ser visto pelos homens. A palavra grega para espetáculo é usada por Paulo em 1 Coríntios 4:9, que diz, "Deus nos expôs a nós, os apóstolos, em último lugar, como se fôssemos condenados à morte, porque nos tornamos espetáculo para o mundo, tanto para anjos como para homens." Aqui Paulo usa uma metáfora, referindo-se as lutas entre criminosos e animais selvagens no anfiteatro romano. Aos olhos do Senhor, hoje, o universo é como um teatro, e a igreja é um espetáculo nesse teatro universal para exibir algo, mostrar algo, para toda a criação. Nesse espetáculo as irmãs foram colocadas na posição de submissão, e os irmãos foram colocados na posição de ser a cabeça. A função da igreja é para exibir, expor, a questão de submissão ao universo.

Tanto ser a cabeça de maneira adequada como ser submisso à cabeça requer as riquezas da vida. Não é fácil para os irmãos funcionarem como a cabeça, e é também difícil para irmãs serem submissas aos irmãos. As irmãs precisam ser submissas não apenas exteriormente, mas também do interior do seu espírito, sem nenhuma reclamação ou murmuração. Para que a igreja tenha um testemunho adequado no universo, não deve haver murmúrio ou reclamação das irmãs. As irmãs precisam aprender a lição de submissão. Elas precisam ter a atitude de que, como irmãs, elas não sabem o que é certo ou errado; elas sabem apenas uma coisa - que a posição delas na igreja é serem submissas. Decidir o que é certo e o que é errado não é responsabilidade ou posição delas. As irmãs estão somente na posição de serem submissas.

Ser submisso requer o suprimento de vida, o desfrute da graça, a obra da cruz, e o negar do ego. Nunca devemos tentar ser submissos pelo nosso ego. Devemos consagrar nós mesmos ao Senhor, não para fazer uma obra para o Senhor, mas simplesmente sermos submissos. Se as irmãs cuidam dessa questão de serem submissas, a igreja será fortalecida, enriquecida e renovada. Se as irmãs na igreja forem submissas, a igreja será forte, viva, rica e prevalecente. É muito mais prevalecente para as irmãs serem submissas do que fazer qualquer tipo de obra. Essa é a primeira lição que as irmãs precisam aprender. Isso não significa que não há necessidade de as irmãs terem comunhão com a igreja, mas as irmãs devem saber que a posição delas é serem submissas.
 

Versículo Para Ler e Orar

   
Copyright 2008 Igreja em Campina Grande. Todos os Direito Reservados
Ultima Atualização: sexta-feira, 07 de agosto de 2015 17:09:40