Igreja em Campina Grande
O Testemunho da Unidade do Corpo de Cristo nesta Cidade.
Horário das Reuniões: Terça-Feira - Reunião de Oração - 20:00Hs.  -  Quarta-Feira - Reunião de Grupo Familiar - 19:30Hs.  -  Sexta-Feira - Reunião dos Irmãos de Seviço - 19:30Hs.  -  Sábado - Reunião Ministérial da Palavra - 19:30Hs.  -  Domingo - Reunião do Partir do Pão - 17:00Hs.
| Inicio | O Que Cremos... | Perguntas e Respostas | Mensagens | Alimento Diário On-line |
| Expansão | Reuniões | Mensagens em Áudio | Programas de Rádio |
| Links | Fotos | Contate-nos | Literatura |
 
Menu
  Início
O Que Cremos
Perguntas
Mensagens
Expansão
Reuniões
Link
Áudio
Encargos
Programas Rádio
Alimento Diário
Contate-nos
Fotos e Vídeos
Radio Web
Downloads
Compartilhar
Literaturas
Palestras
Informativo
Agenda
Novidade
 
 

Resposta

Perguntas Frequentes  

    Aqueles interessados em nossas crenças e práticas têm-nos dirigido diversas perguntas.
  Algumas delas estão registradas abaixo, com breves respostas:

   1. Qual é o nome da sua igreja?
  Não temos um nome. O único nome que ostentamos e honramos é o nome do Senhor Jesus Cristo. Tomar qualquer outro nome é insultá-Lo. O termo “igreja local” não é um nome; é uma descrição da natureza e expressão locais da igreja, isto é, a igreja numa localidade, numa cidade. Imprimir as palavras “igreja local” com letras maiúsculas é um erro sério, pois isto dá a impressão de que o nosso nome é “igreja local”. Assim como a lua é simplesmente a lua, não importando a localidade sobre a qual ela é vista, assim também a igreja é simplesmente a igreja, não importando a localidade na qual ela é estabelecida. Quando a igreja foi estabelecida em Jerusalém, ela era conhecida simplesmente como a igreja em Jerusalém (Atos 8:1), e em Antioquia, a igreja era a igreja em Antioquia (Atos 13:1). Do mesmo modo, a expressão prática da igreja em Ribeirão Preto hoje é simplesmente a igreja em Ribeirão Preto. Como igreja nesta cidade, reunimo-nos no nome do Senhor Jesus na base da genuína unidade.

   2. Quem é o líder de vocês?
 
O nosso único líder é Cristo. Não temos qualquer liderança humana oficial, permanente, organizada. Além disso, não há hierarquia de qualquer tipo e nenhum líder de âmbito mundial. Não consideramos ninguém como infalível e não seguimos ninguém cegamente. Pelo contrário, seguimos somente aqueles cujo ensinamento e prática estão de acordo com a verdade da Palavra de Deus. Aqueles que tomam a liderança não dominam os santos, antes porém, os pastoreiam em amor. De semelhante modo, aqueles que servem ao Senhor, não controlam as igrejas, antes, servem-nas como escravos de Cristo no ministério da Palavra viva.

   3. Onde fica a sua matriz?
  
Cada igreja é autônoma em sua administração. Por isso, não há uma sede central. Nenhuma igreja específica deve ser considerada como igreja-chefe ou igreja-líder. Pelo contrário, todas as igrejas locais partilham da mesma posição diante do Senhor.

   4. O que vocês fazem em suas reuniões?
  Oramos, louvamos, cantamos, damos testemunhos e ministramos a Palavra. Todos os sábados ministramos a palavra e aos domingos às 9:00 horas temos a mesa do Senhor, à qual todos os filhos do Senhor são bem-vindos para participar conosco do pão e do cálice. As reuniões da igreja são abertas e todos os crentes são livres para participarem.

   5. O que é ler-orar?
  A palavra “ler-orar” é uma palavra composta que descreve a nossa prática de orar com as palavras da Bíblia. Lemos-oramos a Palavra a fim de desfrutarmos do elemento de vida contido na Palavra; desfrutamos assim a Palavra como nosso alimento espiritual. Podemos testificar, depois de muitos anos de experiência, que somos edificados, fortalecidos e inspirados por meio de orar com e sobre as palavras de Deus na Bíblia. Entretanto, o fato de lermos-orarmos a Bíblia, repetindo as palavras da Escritura na oração a Deus, não significa que negligenciamos a leitura normal das Escrituras ou o estudo cuidadoso da Palavra de Deus.

   6. O que vocês querem dizer com comer e beber Jesus?
   Este termo é ofensivo para alguns hoje, assim como era para os religiosos na época do Senhor Jesus. Em João 6, o Senhor disse que a menos que comêssemos a Sua carne e bebêssemos o Seu sangue, não teríamos vida em nós, pois a Sua carne é a verdadeira comida e o Seu sangue é a verdadeira bebida. Em nossa experiência, Cristo é o Cordeiro que redime e é a árvore da vida. A fim de vivermos por Ele, precisamos participar Dele como o Cordeiro e como a árvore da vida. Além disso, o Senhor é a nossa água viva. Quando bebemos Dele, ficamos satisfeitos. Por isso, comer e beber do Senhor é recebê-Lo em Espírito por meio da Palavra como nossa comida e bebida espiritual.

   7. O que significa o termo “a economia de Deus”?
   A palavra “economia” vem da palavra grega oikonomia, que denota um arranjo doméstico; seu significado também inclui um mordomado, uma administração e uma dispensação, isto é, um processo de dispensar. Quando visto à luz do propósito eterno de Deus, conforme é revelado ao longo das Escrituras, a economia de Deus refere-se ao arranjo divino de Deus de dispensar-Se para dentro de nós para a produção e edificação da igreja.

   8. Vocês têm uma visão modalista da Trindade?
   Certamente que não! O modalismo é herético. Ao invés de ensinar que os Três da Deidade, o Pai, o Filho e o Espírito, co-existem eternamente, o modalismo afirma que Eles são mera manifestação temporária da essência divina. Cremos, de acordo com a Bíblia, que Deus é essencialmente três em um e um em três. Certamente reconhecemos as distinções eternas dentro da Deidade. Entretanto, a nossa ênfase com respeito à Trindade não está baseada na análise doutrinária da natureza de Deus, mas no dispensar do Deus Triúno para dentro de nós como nossa vida e nosso tudo. A nossa ortodoxia com respeito à doutrina de Deus deve ser estabelecida no fato de nosso ensinamento estar ou não de acordo com a pura Palavra de Deus. Quando a nossa crença acerca do Deus Triúno é fielmente considerada à luz da Escritura, ver-se-á que não cremos no modalismo, nem no triteísmo, mas na revelação do Deus Triúno segundo a pura Palavra de Deus.

   9. Vocês ensinam que o homem está evoluindo para Deus?
   De modo nenhum! De acordo com a Bíblia, ensinamos que Deus está dispensando a Si mesmo para dentro do homem e que o crente está sendo transformado e permeado com o elemento de Deus. O fato de, como filhos de Deus, participarmos da vida e natureza de Deus, não significa que nos tornamos o próprio Deus. Sim, o Deus Triúno está sendo trabalhado dentro de nós e nós estamos participando da Sua própria natureza, mas, definitivamente, não estamos evoluindo para a Deidade.

   10. Vocês ensinam que Satanás está no corpo do homem?
   Quando o homem caiu por comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal, o pecado, a natureza de Satanás, foi injetado no corpo do homem e transmutou-o em carne. A queda não foi simplesmente uma transgressão exterior, mas também um envenenamento e contaminação interior do nosso próprio ser. De acordo com Romanos 5 até 7, o pecado funciona em nossos membros como a personificação virtual de Satanás. Por isso, podemos dizer que Satanás, como pecado, habita na carne do homem. Isto não quer dizer, entretanto, que Satanás não tenha existência objetiva à parte do homem, pois a Bíblia claramente refere-se a ele como o espírito da potestade do ar. Além disso, a Bíblia revela que os homens caídos são filhos do Diabo e que o Diabo é o seu pai (1 Jo 3:10; Jo 8:44). Ser filhos do Diabo é ter a vida e a natureza de Satanás. No sentido de ter dentro da nossa carne a vida e a natureza de Satanás, dizemos, de acordo com a Palavra de Deus, que Satanás, na forma de pecado, habita na carne do homem.

   11. Como as igrejas são sustentadas financeiramente?
   Cada igreja é sustentada por dádivas voluntárias de seus membros. As questões financeiras de uma igreja estão sob a administração daquela igreja. Não há prestação de contas a qualquer corporação eclesiástica. Nesta questão, assim como em todas as questões administrativas, a igreja é autônoma e localmente governada. Os membros são encorajados a dar de uma maneira que é oculta e não ostensiva, segundo o compromisso que têm com o Senhor. Não são recolhidas ofertas nas reuniões, e há muito pouca conversa sobre questões financeiras. Um boletim financeiro está disponível para o exame dos membros. No que diz respeito às questões financeiras, as igrejas estão localmente registradas com relação ao governo, como entidades religiosas sem fins lucrativos.

   12. Qual é a atitude de vocês para com a igreja cristã histórica, institucional?
   Nossa posição é fora e à parte do cristianismo histórico, organizado e institucionalizado porque o consideramos como um sistema cheio de ensinamentos e práticas não bíblicas. Para o bem da genuína restauração da vida da igreja revelada na Bíblia, nós nos reunimos no nome do Senhor na base da genuína unidade na localidade.

   13. Qual é a atitude de vocês com relação aos outros cristãos?
   Gostaríamos de enfatizar com toda a clareza que não cremos nem ensinamos que alguém tem de estar reunindo conosco para ser um genuíno cristão. Reconhecemos que na Igreja Católica Romana, nas denominações e nos grupos independentes há muitos genuínos crentes em Cristo, lavados pelo sangue e regenerados pelo Espírito, e nós os reconhecemos como nossos irmãos e irmãs no Senhor. Todos os que têm fé nos Senhor Jesus são bem-vindos às nossas reuniões, principalmente à mesa do Senhor, onde testificamos a unidade do Corpo de Cristo. Embora precisemos, a bem da consciência, ficarmos fora da religião organizada, não nos posicionamos à parte dos nossos irmãos e irmãs em Cristo. Na fidelidade ao Senhor, posicionamo-nos na única base da igreja a favor do testemunho do Senhor, mas não tomamos esta posição com um espírito estreito, exclusivista ou sectário. Pelo contrário, tomamos nossa posição em benefício de todo o Corpo; recebemos todos os crentes como o Senhor nos recebeu.

    14. Qual é a atitude de vocês com relação ao governo?
    De acordo com a Bíblia, o governo humano foi ordenado por Deus para preservar a paz e manter a ordem. Por causa da consciência, todos os cristãos devem ser sujeitos às autoridades civis. Por isso, nós nos submetemos a todas as autoridades governamentais e somos obedientes a elas, vivendo como bons cristãos da nossa Nação, Estado e comunidade. Estamos preparados para cumprir todas as nossas responsabilidades para com o governo ordenado por Deus.
 

Compilado do Site A Palavra

Versículo Para Ler e Orar

   
Copyright 2008 Igreja em Campina Grande. Todos os Direito Reservados
sexta-feira, 07 de agosto de 2015 16:40:12